terça-feira, 27 de dezembro de 2011

P r a N i n a r a N o s s a D o r .


Lama

Luxúria

Não, não dê mais tantas voltas, não.
Se chicoteia assim por qualquer perdão.
Todo esse teatro não impressiona
Por maior que seja sua recompensa
Não se importe tanto assim
Com sua imagem decadente enfim.
Nada adianta depois se lamentar
Por maior que seja sua displiscência
Volta, ou vai embora, meu amor.
Sem ameaças ensaiadas na frente do espelho.
O caminho mais fácil nem sempre é melhor que o da dor.
Dê uma chance pra vida te mostrar
Um jeito menos doloroso de se despedir.
Não seja assim tão duro amor com as palavras.
Lave bem as suas mãos antes de se decidir.
Tira essa lama das botas
Antes de me dar as costas.
Não, não dê mais tantas voltas, não.
Se chicoteia assim por qualquer perdão.
Todo esse teatro não impressiona
Por maior que seja sua recompensa
Não se importe tanto assim
Com sua imagem decadente enfim.
Nada adianta depois se lamentar
Por menor que seja sua displicência.
Volta, ou vai embora, meu amor.
Sem ameaças ensaiadas na frente do espelho.
O caminho mais fácil nem sempre é melhor que o da dor.
Dê uma chance pra vida te mostrar
Um jeito menos doloroso de se despedir.
Não seja assim tão duro amor com as palavras.
Lave bem as suas mãos antes de se decidir.
Tira essa lama das botas
Antes de me dar as costas.

domingo, 25 de dezembro de 2011

B r i s a .







Você foi sim o dono do melhor beijo que nunca roubei, o corpo mais quente que nunca deitou em cima do meu, foi o melhor que eu nunca tive...
E agora aquela sensação de que perdi tudo está presa na minha garganta. E o gosto amargo da tua ausência pulsa na minha veia como se tivesse um veneno misturado em meu sangue, que está me matando aos poucos. Mas como pude perder algo que nunca ultrapassou as paredes de um sonho que tive ?

Eu pensei em você a noite inteira, pensando que tudo poderia ter sido diferente se você estivesse aqui, que eu não estaria com tanto medo de seguir em frente se sua mão estivesse segurando a minha. Perdi minha atenção quando me perdi em pensamentos que giravam em torno de você.
Foi a lágrima mais quente e sincera que derramei nesses últimos tempos. Eu sei que eu consegui estragar tudo, eu sei que eu também perdi tudo que eu nunca tive. Eu sei que pisei em cada castelinho de areia que você construiu na praia pra nos dois morarmos.
Mas eu sou tão medrosa, eu tenho tanto medo de arriscar tudo novamente. Há um tempo atrás eu só pensei em ir embora e fugir. *Mas eu queria que você soubesse que eu fui verdadeira quando pedi pra você ficar, quando falei que você era especial. É que sinto que você é parte de mim.

E agora o que separa a gente está cada vez maior que simples estradas, mas só temos um sol, e eu sei que quando amanhecer ele vai nascer pra você também. E mesmo quando os ventos levam nossos barcos pra águas opostas, você ainda sentirá aquela brisa em torno do seu rosto e vai lembrar de mim, do nosso amor que é como o vento que não podemos ver, mais podemos sentir.

sábado, 30 de abril de 2011

s o l i d ã o .


Sentir-se só é tão constante, fantasiar uma vida com aquele cara que te roubou um beijo no último final de semana e hoje mal olha para você é uma historia velha e cansativa, e você sabe que seus amigos não suportam mais ouvir seus dramas baratos.

Sentar-se sozinha numa mesa de um bar, ter por companhia moscas e músicas bregas nunca fez parte da sua realidade e hoje foi somente isso que te restou... E você olha pra cada canto da rua esperando alguém que te conheça ou queira te conhecer chegar, sentar-se e te perguntar como você está. Um minuto de atenção, é somente o que você precisa nesse momento fúnebre.

Quem te entendia tão bem e compreendia cada passo seu já não se encontra mais entre nos. E é difícil pra você assimilar tudo. Achar culpas e culpados pra toda essa situação não tem sentido, você se sente dona dos seus erros e dos erros dos outros, e acaba se culpando pra justificar ausências e promessas quebradas.

É inevitável ficar olhando seu celular a cada segundo esperando uma ligação, somente uma ligação que faça seu dia valer à pena. E ver a felicidade das pessoas estampadas em fotos te faz achar q sua companhia talvez não seja tão indispensável assim.

O mundo parece um filme antigo de terror. Você se sente forçada a ir a lugares e deseja baixinho que tudo isso acabe. Parece que as pessoas sentem pena de você e acham que você está carente e que precisa de alguém. E é quando começam a fazer um tipo certo para você se envolver e ninguém se importa com o que você acha ou sente. Você é forçada a se adaptar e agradar.

Sua paciência já não é como antes. Você estoura, você agride, você grita intimamente um pedido de socorro que ninguém ouve, ou pelo menos fingem não ouvir. E então todos encontram a desculpa perfeita para fugir de você, afinal ninguém quer um problema.

E a solidão bateu a tua porta. Você deixou-a entrar, e agora ela não quer ir embora... Só te restou à companhia dos livros, das suas músicas preferidas e algumas velhas e boas recordações, e talvez um mundinho imaginário que ninguém consiga compreender, só você.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

s u f o c a n d o .

Uma flor que nem chegou a nascer e eu já pretendo sufocar, sem ar e luz ela não pode brotar. Eu sufoco tudo que eu conseguir e tento esconder o que só eu consigo sentir. Eu só sei do que eu não gosto, do que eu não preciso.

E da extensa lista que faço, tem um tópico grifado para você. E é difícil assim escrever, assumir que você foi sim o alguém que mais me fez sentir o que eu não queria e nem sabia que ainda existia.

E vamos pedir aos céus que todos compreendam a dor que me machuca e que abraça o meu ser. E eu não preciso mais ter que assumir para ninguém que você foi o dono do meu último sorriso.

Não é que seja tão difícil assim viver sem você, o difícil é me convencer que eu posso e consigo seguir o caminho sozinha. Você nem foi tudo aquilo que esperava, você nem era o cara certo para mim... O problema é deixar as coisas assim, com um começo e apenas um ponto de interrogação no fim.

E andar sem rumo por ai está fora da estação, e eu não tenho mais nenhuma opção. Esgotaram-se meus sorrisos camuflados, meus abraços apertados e meus olhares de certezas. Sobraram as dúvidas, as mágoas e as desculpas.

Desculpa se eu não fui tudo aquilo que você imaginava mais você também não superou minhas expectativas. E viver assim não dá mais, vou andar novamente sem olhar para trás, ficar ou me seguir agora é critério seu.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

para ninar o meu amor que se foi...


Quem Sabe

Los Hermanos

Composição: Rodrigo Amarante

Quem sabe o que é ter e perder alguém
Quem sabe o que é ter e perder alguém
Quem sabe o que é ter e perder alguém
Sente a dor que senti
Quem sabe o que é ver quem se quer partir
E não ter pra onde ir

Faz tanta falta o teu amor, te esperar...
Não sei viver sem te ter
Não dá mais pra ser assim

Quem sabe o que é ter sem querer pra si
Não quer ver outro em mim
Não fala do que eu deveria ser
Pra ser alguém mais feliz

Faz tanta falta o teu amor e te esperar... Não sei viver sem te ter
Não dá mais pra ser assim



Gustavo - 4 meses sem você -

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

V a z i o


O telefone já não toca como antes e nenhum sorriso é mais aconchegante. O vento quente no rosto te trás memórias antigas gravadas num disco de vinil. O único cheiro que reveste o ambiente é o cheiro de chuva. O gosto amargo ainda está na minha boca e já não me resta nenhuma sensação boa.

Acabei me enrolando em novelos de lã e passei o resto da tarde desatando todos os nós que você deixou na minha garganta. A dor maior está no coração, e eu sinto cada centímetro do meu corpo tremer. Minha cabeça dói e meus olhos não sabem em qual direção ver, está nublado demais em volta de todos. E aquele sorriso que eu deixei guardado em você com a desculpa de pegar depois, já não estava mais lá, você perdeu meu sorriso... Você perdeu o dom de me fazer sorrir.

E eu me sinto tão perdida, eu já não sei por qual caminho seguir, eu já não tenho mas nenhum ombro pra apoiar meu rosto. E vou seguindo por essa trilha quase apagada, eu me sinto totalmente anestesiada... Eu já não tenho motivações pra me fazer levantar a cada manhã, eu já não tenho mais tanta vontade assim de respirar e eu vou levando o que ainda dar pra levar.

Eu mal consigo lembrar o sonho que tive na noite anterior, eu mal consigo falar sem ter uma vontade atordoante de chorar. E minha cabeça parece um carrossel de dúvidas, eu me sinto impotente diante de tudo que está me destruindo aos poucos, eu me sinto mal por não ter mais um pensamento sequer que me recomponha, que me faça levantar e sorrir.

É tão difícil para mim. Está tão difícil resistir, querer continuar, eu já me sinto sem forças. E a cada momento eu me vejo aqui e ali, sem ponto fixo. Pessoas me vêem de uma forma inusitada, a minha parte incompleta sempre permanece vazia.

sábado, 18 de dezembro de 2010

"Mas não olhe para trás com raiva" - Ouvi você dizer



Eu caminhei por quase 1 hora seguida sem olhar para trás.

Por 60 minutos eu não escutei som nenhum, buzinas de carros não me alertavam, pessoas me encarando não me intimidavam e as cores desse dia tão triste estavam embaçadas pelas lagrimas que escorriam dos meus olhos. Você acabou comigo naquele dia.

Eu implorei seus últimos minutos como um mendigo implora o último pedaço de pão. O mendigo tem fome de pão, eu tenho fome de você. Eu precisei de você.

Sentir-me sozinha já está virando uma rotina cotidiana e pensar na nossa estória já é tão natural como piscar os olhos, eu nem percebo mais, e quando vejo já estou pensando.

Acabei contando a nossa estória para um desconhecido que encontrei no meio do nada, e ele se emocionou. Com palavras aconchegantes ele me consolou.

E me disse que nada nesse mundo é capaz de impedir um grande amor...

E eu vou levando...

E eu vou vivendo...

Só foi o sonho que acabou, a força continua pra erguer a cabeça e seguir em frente.



Oasis - Don't Look In Anger

video